Posts in the category: Rio Grande do Sul

quinta-feira, dezembro 06, 2018

CAMINHO DAS PEDRAS: CASA VALDUGA E CASA VITIACERI

Acredito que esse será o último post sobre a viagem (eu ouvi um amém?). Ainda no dia em fomos ao Vale dos Vinhedos, fomos também na Casa Valduga e depois fizemos um lanche incrivelmente demorado da Casa Vitiaceri, que é conhecida por suas cucas maravilhosas.

Passamos por vários lugares com paisagens lindas com a serra de fundo. Encerramos o passeio com um lanche na Casa das cucas. Pena que a experiência foi bem ruim.
Aqui começa a nossa saga. No caminho das pedras tem a Casa Vitiaceri, que oferece vários tipos de comida típica do sul, como por exemplo as famosas cucas. A casa é linda, tem uma plantação de uvas ao lado e na frente tem um laguinho onde as pessoas podem fazer uma espécie de picknic.

Decidimos que seria uma ótima idéia fazer um picknic e sentamos próximo ao laguinho. Enquanto isso tiramos fotos no moinho, muito lindo. Até aí estava tudo  realmente lindo.
Chegamos cedo, por volta de 17:30, isso depois de andar horrores. Como eu disse, nós ficamos lá embaixo, perto do laguinho e simplesmente esqueceram da gente. Foi horrível, perdeu todo o encanto.

Mesmo depois de pedir várias vezes, não recebemos nosso pedido. Anoiteceu e nós tivemos que voltar para dentro da casa, já que lá embaixo não tem iluminação. Pensa que foi rápido depois disso? Não mesmo. Sei que foi um caso isolado, mas logo com a gente? Fala sério!

Depois disso, voltamos para Gramado, comemos um super fondue, que eu nem lembrei de fotografar, e ainda demos algumas voltas. No dia anterior tinha acontecido o Festival de Cinema de Gramado. Estava lotado.

Foi algo bem rápido mesmo. Andamos, conversamos, olhamos vitrines, namoramos e só. 

Assim finalizo os posts sobre minha viagem preferida. 

Espero que vocês tenham curtido tanto quanto eu.

Amanhã vou para a Comic Con em São Paulo e sem dúvidas vou contar para vocês.

Até mais.

terça-feira, dezembro 04, 2018

VALE DOS VINHEDOS, DEGUSTAÇÃO NA MIOLO E MONTE BELO DO SUL

Sempre foi um sonho conhecer um vinhedo. Além de muito lindo, tem uma aura de paz inexplicável. E também sempre quis ver como é o processo de fabricação de vinhos, já que eu gosto bastante.

Bento Gonçalves é bastante conhecida por causa dos vinhos que são produzidos ali e vendidos em todo o Brasil. No Vale dos Vinhedos pudemos ver de perto como é um vinhedo. Fomos na Miolo, que é uma empresa gigante e você provavelmente já viu no mercado um vinho chamado Almaden, pois é, a Miolo é quem produz essa linha.

Só foi uma pena que não estava na época das uvas, os campos estavam bem secos, mas um dia ainda vou no período de colheita. Mesmo assim é muito legal caminhar por ali. 

A visitação dura em torno de 1h e no final tem a parte de degustação. Bom, pude saber como é do início ao fim, a produção da minha bebida preferida. O guia começa mostrando os tipos de uvas usados para cada tipo de vinho, por exemplo, o Merlot, Cabernet Savignon, Chardonnay. 

Seria impossível explicar todo a passeio aqui no blog, já que são muitos detalhes e muita informação, porém posso dizer que andar por dentro de uma fábrica é muito legal. Esses barris da fotos só me lembram do Pica-pau descendo as cataratas, quem não? Uma coisa que eu achei muito interessante é o fato de que os vinhos mais caros demoram anos para finalmente serem vendidos, já que precisa descansar dentro de um barril de madeira.

O guia comentou que o vinho mais caro deles é o Lote 43 e que ainda tem uma safra de 2010 a ser vendida. Gente, olha que coisa chique! Na degustação nós pudemos provar e olha, é ótimo. 

Falando em degustação, depois que você passa por uma, você nunca mais vê os vinhos com os mesmos olhos. Até a forma de segurar a taça você muda. Foi um dos passeios inesquecíveis.

Saindo de lá, fomos a uma cidade chamada Monte Belo do Sul e que tem pouco mais de 2 mil habitantes. É uma cidade que fica bem no topo da serra e não é turística. Inclusive os moradores ficaram nos olhando torto, acho que eles não gostam muito de turistas. Mas a cidade é muito linda e tem uma arquitetura daquele jeito que a gente gosta. O dia rendeu bastante e não vejo a hora de repetir.

A cidade de Bento Gonçalves tem uma história emocionante. Ouvi dizer que lá no início de tudo, um grupo de italianos foi levado para lá com a promessa de ser uma terra rica e fértil, ótima para a plantação de uvas. Mas a verdade é que o lugar era totalmente inapropriado e eles sofreram muito, passaram fome e frio, porém venceram.

Se você puder pesquisar, acredite, é uma história bem interessante.

Fico por aqui, até a próxima.

segunda-feira, dezembro 03, 2018

BENTO GONÇALVES - RS

Como já falei algumas - várias - outras vezes, um casal de amigos mudou para a cidade de Bento Gonçalves no Rio Grande do Sul. Aproveitamos que era ali perto de Gramado e fomos visitá-los, já que fazia uns seis meses desde nossa despedida.

Bento Gonçalves, ao contrário de Gramado e Canela, não é bem uma cidade turística. É uma cidade linda e com uma história maravilhosa. A arquitetura é daquelas bem século XVIII, que, vamos combinar, é muito linda. Nós chegamos lá a noite, então só conheci a cidade à luz da lua. Claro que isso não diminui em nada a beleza.

Na mesma noite em que chegamos, demos essa voltinha rápida e fomos a uma cafeteria chamada Dolce Gusto. Até perguntei se tinha algo a ver com  marca de cafés, mas ninguém soube me responder. Apenas um detalhe mesmo.

A cafeteria era apenas maravilhosa e com um cardápio muito bom. Talvez por ter sido minha primeira visita ao sul eu achei a diferença de preços gritante. O café que eu pedi, não lembro mais nem qual era, acho que era mocha, foi R$9 em um copo grande. Estou acostumada a pedir o mesmo café aqui em Brasília e pagar em torno de R$12 em um copo pequeno. Já a torta, uma delícia e também foi menos de dez reais, não lembro direito.

Na mesma noite, jantamos no restaurante Casa DiPaolo. O restaurante tem uma estrutura bem medieval e o atendimento foi maravilhoso. Comemos um rodízio de carnes com alguns acompanhamentos. Maravilhoso. Por fim, pedimos a sobremesa e um café para fechar com chave de ouro.

Nossa programação para o dia seguinte foi tudo de bom. Conhecemos o Vale dos Vinhedos, na fábrica da Miolo, conhecemos a Casa Valduga e também uma cidade lindinha demais chamada Monte Belo do Sul.

Conto mais nos próximo post.
Milca Abreu - Blog Sabe o inverno. Design by Berenica Designs.