Posts in the category: NOTAS DO COTIDIANO

segunda-feira, julho 03, 2017

ESSE É SÓ MAIS UM POST SOBRE COMO ANDAM AS COISAS

Por incrível que pareça, está tudo dentro da normalidade. A última vez que escrevi por aqui falei sobre a temporada final de Bloodline. De lá pra cá, finalizei mais algumas séries e livros e vi uns dois ou três filmes. Está tudo até calmo. Mas como nada pode ser perfeito, eu simplesmente não sei mais escrever. Não sei o que acontece e por mais que eu já tenha ficado sem ideias antes, dessa vez é diferente. Eu tenho várias ideias, apenas não consigo escrever. 
Como eu disse, finalizei alguns livros e séries e eu gostaria muito de compartilhar com vocês, mas... não sei mais escrever. Acho que estou perdendo o jeito. Sento na frente do computador e essa tela em branco me dá pânico, aí vou lá e desligo esse velho companheiro que está nas últimas.
Muita coisa vem acontecendo, apesar da calma que eu disse que está sendo. Comprei várias coisas para a casa nova, a mudança era para ter acontecido essa semana e foi adiada por não sei mais quanto tempo - aí eu canto o trecho da música TEMOS TODO TEMPO DO MUNDO, para me convencer de que isso é verdade. 
Semana passada teve a Feira do Livro de Brasília e o II Encontro de Blogueiros Literários e Jovens Escritores, foi bem mais ou menos, mas comprei vários livros legais e cadê post sobre isso? Pedrugo e Pam Gonçalves vieram e tietei eles, mas cadê vontade de escrever? Estou mesmo preocupada comigo, já que faz tempo que não me sinto animada para nadinha. A ansiedade que antes me fazia perder noites de sono, agora me dá apenas sono. Fico martelando aqui na cabeça que é uma fase e que vai passar, mas está demorando e por mais que eu tente, é mais forte do que eu. 
Sabe meu braço? Não senti melhora nenhuma mesmo depois de quase sete meses. A fisioterapia só me fez perder tardes e mais tardes, apesar de as meninas serem ótimas. Sinto uma dor horrível o tempo todo, mas fazer o quê? Já tomei todos os remédios que me recomendaram, fiz compressa, fiz repouso e acho que já se tornou psicológico, já que até o médico me disse que não tem nada. 
Sempre que compartilho alguma coisa legal tanto aqui quanto nas redes sociais, recebo um retorno lindo e isso deveria me motivar né? Você já passou ou está passando por algo pelo menos parecido? Vamos torcer para acabar logo.

segunda-feira, fevereiro 22, 2016

E SE VOCÊ TIVESSE QUE ESCOLHER UM ÚNICO LOOK PARA USAR PELO RESTO DA VIDA?

Eu não entendo nada de moda e visto aquilo que eu acho bonito e me faz sentir bem, além de preferir sempre o conforto. Li em algum blog gringo por ai o que eu faria se tivesse que escolher um único look para a vida toda. Em um mundo em que nós, principalmente mulheres, nos preocupamos tanto em não sair com roupas repetidas, é bem complicado, concordam?
Corri para vasculhar meu guarda-roupas, mas basta eu olhar para mim mesma para saber a resposta. Sem dúvida eu escolheria uma camiseta, uma calça jeans e uma sapatilha - tênis na foto, que também poderia ser. Para mim não há nada mais confortável, tanto é que 90% das minhas roupas é basicamente isso. Eu não dou muito certo com saias e vestidos, apesar de amar muito, porque não sei "sentar igual mocinha". Tenho uma necessidade imensa de movimentar minhas pernas enquanto estou sentada e isso inclui dobrar as pernas, esticá-las ou simplesmente deitar de qualquer jeito confortável - que não inclui sentar da forma comportada exigida pela sociedade.
Mas fico pensando se eu pudesse escolher dois looks. O segundo seria um pijama e um chinelo. Houve uma época na minha vida em que eu adorava variar os looks, mas a maioria deles me deixava desconfortável e sem vontade de levantar do lugar em que eu estava, a preocupação era estar linda. Hoje eu procuro sempre o mais confortável e que não me prenda e acho que todo mundo deveria fazer isso independentemente do que está na moda. 

E aí, gostaram do meu "look do dia" de todos os dias? E abafem as poses "imitando blogueira de moda" e a palhaçada da última, é porque eu não estou mais tão acostumada a ficar na frente da câmera =)

Acompanhe o blog nas redes sociais
 Instagram || Facebook || Flickr || Bloglovin  || Snapchat: milcaabreu 

quarta-feira, fevereiro 03, 2016

(ATÉ DAQUI A POUCO)

Escrever esse post está sendo bem difícil. Eu tenho vários posts em mente e já queria ter começado desde segunda-feira, mas não sei o que está acontecendo que de uns dias para cá eu só sinto vontade de ficar na cama. Não que eu tenha ficado, mas me sinto tão cansada, tão mole e fraca que até beber água está sendo um sacrifício.

Minhas unhas estão um desastre, meu cabelo nem tanto, já que antes de tudo isso eu tinha feito um milagre nele, meu quarto eu prefiro nem comentar. Estou com sono, muito sono e sem disposição para nada.

Hoje acordei com a gengiva inflamada não sei por quê e tomei tantos remédios diferentes que dormi o dia todo. Ando meio chateada por causa do meu desempenho na prova que fiz domingo. Estudei tanto que o blog ficou de lado, as conversas nos grupos do Facebook e Whatsapp também. Só entrava nas redes sociais de vez em quando e estava realmente focada nos estudos, mas me decepcionei comigo mesma e acho que agora estou caindo na real de que fui péssima e a tristeza está batendo forte. 

Mas esses sintomas de doença nada têm a ver com a prova. Nem sei com o quê tem a ver para falar a verdade. Só sei que gostaria de dormir mais uns cinco dias seguidos. Vou tentar escrever alguns posts para essa semana ainda e tentar me erguer, apesar de saber que será uma guerra contra meu próprio corpo. Só peço que não me abandonem como abandonei vocês.

Até daqui a pouco 

sexta-feira, janeiro 22, 2016

CADERNO DE GRATIDÃO E, AGRADEÇA SEMPRE!

Os dias finais de 2015 foram bem dolorosos para mim e em compensação me ensinaram uma lição valiosíssima. Depois da tempestade que aconteceu do lado de cá decidi fazer algumas mudanças e praticá-las diariamente se possível.

Confesso, não é algo fácil e eu sabia desde o início que estava assumindo uma responsabilidade muito grande. A responsabilidade tão grande que eu estava assumindo era a de agradecer pelas mínimas coisas todos os dias.

Temos esse costume de nos sentirmos felizes apenas com coisas grandes e acabamos nos esquecendo daquele sorrisinho de quem amamos, do carinho que nossos animais de estimação procuram em nós, daquele vento no rosto...
Estou, a cada dia, tentando encontrar no mínimo cinco coisas que me fizeram sorrir. E para isso estou contando com a ajuda do caderno de gratidão - fotos acima. Não é bem um caderno. É uma agenda dessas comuns mesmo. Achei melhor, porque assim as datas ficam certinhas. Depois de uma semana, você relê e parece que sua vida é maravilhosa. Simplesmente você não consegue lembrar se aconteceu algo ruim naquele dia. Bom, comigo tem sido assim.

Outra coisa que estou fazendo bastante é: sempre que penso que vou ficar com raiva por um motivo bobo, por exemplo, os gritos dos meus sobrinhos, eu tento ver algo bom ali e dou um jeito de sorrir. Estou tentando reclamar o mínimo possível. Sempre que uma coisa tenta me deixar triste eu penso em algum lado bom daquilo ao invés de falar mal de tudo ao meu redor. 

Ninguém é de ferro, eu sei. Mas hoje posso afirmar que a vida está mais leve. Ainda esse, ano passei por alguns momentos muito ruins e não estou totalmente curada, mas aos poucos vou praticando “o lado bom da vida” e mudando meu foco para outras coisas. Ultimamente quando fico com muita raiva faço duas coisas dependendo do horário: leio até a raiva passar ou pego o mais pesado possível na academia, já que depois disso, até pensar vai cansar. Algo que vou acrescentar ai é colocar o fone de ouvido e aumentar o volume ao máximo na música Shake it off da Taylor. Tudo isso vou registrando no caderno de gratidão e já estou pensando no final quando eu parar para reler tudo, sei que vou me sentir nas nuvens e muito mais feliz.

Acompanhe o blog nas redes sociais
 Instagram || Facebook || Flickr || Bloglovin  || Snapchat: milcaabreu  
Milca Abreu - Blog Sabe o inverno. Design by Berenica Designs.