Posts in the category: Minimalismo

quinta-feira, novembro 01, 2018

5 COISAS QUE NÃO COMPRO MAIS

Depois de contar para vocês sobre meu novo estilo de vida minimalista, eu resolvi fazer esse post para compartilhar com vocês algumas coisas que eu não compro mais. Estou cortando tudo o que é desnecessário e se ficar seis meses parado, adeus!

Além disso, algumas coisas são dinheiro jogado no lixo. Então deixa eu explicar o quê e porquê não compro mais essas cinco coisas.

  1. Assinatura de TV a cabo: desde que a senhora Netflix entrou na minha vida, eu percebi que realmente não preciso gastar R$100 em uma assinatura de TV fechada para assistir três ou quatro canais. Além do mais, sejamos honestos, tudo você encontra na internet. Vídeos no Youtube, downloads via torrent... Então está cortado da minha vida.
  2. Suvenir: tudo bem, eu comprei a última viagem, mas foi para a família e amigos. Não vou comprar nada para a minha casa que vá só acumular poeira. Das viagens, a única coisa que vou guardar daqui para frente são fotos.
  3. Aplicativos de celular: quem em sã consciência compra aplicativos de celular? Sim, gente, eu já comprei alguns desde que inventaram aplicativos para tudo, inclusive o Afterlight é um dos meus apps favoritos, mas é dinheiro jogado no lixo. Tenho esse app há uns cinco anos e só passei a usar recentemente, apenas por questão de honra. Não vale a pena, você vai acabar pagando para não usar.
  4. Sapatos, maquiagem, acessórios e bijuterias (por um ano): pois bem, lá no post sobre meu consumismo, eu citei a quantidade absurda que tenho de um monte de coisas. Tenho muitos sapatos, makes, etc. Decidi que não vou comprar nada desses itens por, no mínimo, um ano. Só depois que estiver tudo muito bem usado e se eu sentir necessidade mesmo.
  5. CDs e DVDs: quer coisa mais inútil que mídia de CD e DVD? são coisas ultrapassadas e que estragam com uma facilite incrível. Para armazenar meus arquivos, hoje em dia, ou é em nuvem ou é em pendrive. Para quê acumular um monte de tralha se você pode assistir uma série completa e depois só fechar a janelinha sem acumular um monte de lixo?

É isso. Além de economizar uma grana legal, eu ainda evito gerar uma tonelada de lixo que acaba com o meio ambiente e faz um monte de animais sofrerem. É bem difícil consumir de forma consciente quando você é a única pessoa a fazer isso no seu círculo social, mas não vou desistir.

Até a próxima.

segunda-feira, outubro 22, 2018

REPENSANDO O MEU CONSUMISMO

Quem diria que um dia eu repensaria meu consumismo unicamente por querer priorizar outras coisas? Se você não está entendendo nada, eu explico. De uns tempos para cá, venho percebendo que ter coisas em grande quantidade não me deixa mais feliz do que eu poderia ser fazendo uma viagem.

É isso mesmo que você leu, jovem gafanhoto. Euzinha, consumista do jeito que ERA estou aqui, desejando nunca ter acumulado uma quantidade absurda de batons e sapatilhas. É impressionante como isso, atualmente, me incomoda.

Houve um tempo em que eu imaginava que a única forma de alegrar meu dia era indo ao shopping para torrar meu suado dinheirinho com coisas desnecessárias, apenas pelo prazer de comprar. Uma saidinha para ir ao mercado era motivo suficiente para comprar qualquer coisa além daquilo que eu realmente ia comprar.

Acontece que quando eu era mais nova e não trabalhava, ficava desejando tudo o que via pela frente, mas meus pais, assim como quaisquer pais sensatos, não saíam gastando o dinheiro deles com besteiras para mim. Nunca me faltou nada, mas eu sempre queria mais e mais.

E aí que quando comecei a trabalhar, acho que meu subconsciente quis colocar todas as compras em dia. Eu já cheguei a ter três blusas do mesmo modelo, mudava só a cor. Vestidos iguais que mudavam só a cor.

O problema é que na hora da compra, era tudo maravilhoso, mas quando você chega em casa e percebe que o seu vazio interior vai além de umas comprinhas, o mundo desaba. Você percebe que você pode ter o mundo inteiro e que nada vai te satisfazer, porque o espaço que tem dentro de você não pode ser preenchido com cinco batons novos.

Nós precisamos ser felizes apesar de tudo. Não é uma casa enorme, coisas caras, sapatos a perder de vista que vai te fazer feliz se você tem um problema maior. Quantas vezes eu fiquei estressada por dias depois de sair e não voltar com uma sacolinha para casa?

Desde que comecei a ver as coisas dessa forma, e desde que decidi que quero viajar e ter experiências que uma blusinha nova não vai me proporcionar, eu simplesmente perdi a vontade de sair gastando dinheiro atoa.

É péssimo olhar para os cantos da casa e ver coisas entulhadas. Decidi comprar só o que realmente é necessário e me dar mais ao luxo de comer coisinhas gostosas e diferentes, além das viagens que já estão na minha mente.

Também quero dizer que depois de uma arrumação aqui nas minhas coisas, decidi que vou ficar um ano sem comprar sapatos e maquiagens. Esse prazo pode se estender caso até lá eu não tenha conseguido usar todos os batons que tenho aqui. Estou em processo de doação de várias coisas, como por exemplo, roupas e sapatos. As roupas já doei, os sapatos é que estão difíceis.

Espero conseguir manter essa linha de pensamento e conto com o apoio de vocês. Continuem acompanhando minhas publicações, vai que você decide entrar nessa de consumo consciente também?
Milca Abreu - Blog Sabe o inverno. Design by Berenica Designs.