Posts in the category: Girl Power

segunda-feira, março 28, 2016

"DON'T WORRY ABOUT YOUR SIZE..."

Vez ou outra, surgem polêmicas na internet envolvendo blogueiras fitness que insistem que nada na vida é mais importante do que vestir 36. Não só blogueiras, mas outro dia uma delas deu a maior dica para não cair em tentação na sobremesa: manda nude para a amiga e se você vacilar ela vaza suas fotos. Melhor dica.

Eu nunca tive um corpinho sarado. Ao contrário. Lembro perfeitamente o quanto sofri na escola por ser a gorda. Os professores pediam que eu escrevesse na lousa e os demais coleguinhas diziam que não conseguiam enxergar com uma baleia cobrindo todo o quadro. Eu chorava muito. Era um terror. Entretanto, eu nunca perdi a vontade de ir para a escola e nunca tive problemas alimentares. Nasci com mais de cinco quilos, então meu corpo seria grande de qualquer forma. 

Na adolescência, sempre me achei a gorda, visto que a maioria das meninas eram magrinhas ou tinham aquele corpo de dançarina do É o Tchan. Isso nunca me impediu de ser feliz, de ter meus paqueras e vestir aquilo que me fizesse bem. Hoje eu não tenho o corpo perfeito, mas ainda assim prefiro uma bela pizza a uma saladinha no jantar.

Quero destacar aqui que eu passei por tudo isso sofrendo, mas numa boa. Foi uma experiência minha. Porém, hoje não é difícil encontrarmos meninas que fazem de tudo para ter o corpo perfeito. Perfeito para quem? Qual é o padrão?  Quem disse que tem que ser tudo padrão? O pior é ver que a mídia e grande parte dos influentes da internet nos fazem acreditar que temos um corpo horrível. 

O título do post é um trecho da música All about That Bass da Meghan Trainor. É uma música com uma letra incrível que todas nós mulheres deveríamos prestar bem atenção e fazer com que os outros prestem atenção também. Não tem problema você se achar gorda. Tem problemas terceiros colocarem isso na sua cabeça e te fazer pirar só de pensar em chupar uma bala. Se você não está contente com seu corpo, tudo bem. Se sua saúde está em jogo, tranquilo. Mas permitir que nos imponham um padrão de beleza? Quem decide sobre isso somos nós. Além disso, é uma decisão pessoal e ninguém tem o direito de dizer se somos ou não felizes com nossos corpos.

De uns tempos para cá, eu não andei muito feliz com o que via no espelho, mas isso não me deixou neurótica e não me impede jamais de tomar um sorvete sempre que eu quiser. Além disso, eu não faço dietas loucas, não apoio distúrbios alimentares e se me chamam de gorda eu sorrio e aceno. Hoje não tenho problemas com meu peso e não tenho ninguém para pegar no meu pé, porque eu não permito isso.

Se olhe no espelho e veja o quanto você é linda. Não importa o que digam, você precisa se sentir bem com você mesma. Se comer umas besteirinhas te faz feliz, então quem é que vai te impedir? Não deixe jamais que retirem sua auto-estima e te façam sentir inferior. Você é melhor que isso!


Acompanhe o blog nas redes sociais
 Instagram || Facebook || Flickr || Bloglovin  || Snapchat: milcaabreu 
Milca Abreu - Blog Sabe o inverno. Design by Berenica Designs.