Posts in the category: BLOGAGEM COLETIVA

terça-feira, agosto 09, 2016

VILÕES QUE EU AMO ODIAR

Reprodução
Vamos combinar, os vilões quase sempre são mais legais que os mocinhos. Sei que muita gente concorda comigo, não é a toa que a Liga Nerd Girls, um grupo poderoso e lindo, propôs que fizéssemos uma blogagem coletiva com esse tema.
Coringa: Não tem como negar que o melhor vilão de todos os tempos, sem dúvida, é o Coringa. Ainda mais quando era interpretado pelo Head Leger. Sério.
Macaco Louco: Como pode nada nunca dar certo para um vilão? Ta, tudo bem, nunca da, mas o Macaco Louco SEMPRE se ferra. Morro de rir dele ate hoje.
Equipe Rocket: Preciso explicar? Só do Pikachu sempre mandar um choque do trovão neles já é suficiente.
Malcolm Merlyn: Olha, eu odeio e amo esse cara. O cara morre, não morre, é Ra's Al Ghul, não é mais, vive colocando a Thea no maior perigo para depois dizer que é só para a segurança, odeia Oliver Queen, ama Oliver Queen. Não dá, sério!
Amy Dunne: Essa mulher simplesmente me desestruturou por completo. Leiam o livro ou pelo menos assistam ao filme e digam se não é a melhor pessoa para odiar na vida!

domingo, maio 01, 2016

3 LIVROS NACIONAIS - DIA DA LITERATURA BRASILEIRA

Como vocês sabem, sou especialista em Literatura e Língua Portuguesa, duas áreas que amo mesmo e hoje, 1º de maio, além de ser dia do trabalhador, também é dia da Literatura Brasileira. Esses dois nomezinhos juntos nos remetem quase sempre aos grandes clássicos nacionais, tais como Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade, Euclides da Cunha, mas hoje eu não vou indicar a leitura de nenhum desses. Há alguns meses eu venho bolando um post sobre escritores nacionais, visto que venho conhecendo cada um melhor que o outro e em breve ele sai. Agora gostaria de indicar aqui três livros nacionais fantásticos.

// Doidas e Santas - Martha Medeiros
Uma das minhas cronistas preferidas. A Martha sabe o que está fazendo e a escrita dela é sensacional. Ela consegue transformar situações cotidianas em situação poéticas, mesmo quando a intenção é criticar. Indico Doidas e Santas, mas leiam todos os demais livros dela.
Onde comprar: Submarino | Americanas

// Meu pé de laranja lima - José Mauro de Vasconcelos
É um clássico, mas que poucas pessoas que conheço já leram. É o tipo de livro que deveriam indicar nas escolas e não enfiar Machado de Assis goela abaixo dos coitadinhos do 5º ano. É de chorar, preparem as lágrimas.
Onde comprar: Submarino | Americanas

//Lexus, O despertar da escuridão - Paulo Henrique Bragança
Descobri o trabalho do Paulo recentemente e fiz uma resenha no blog Pensamentos Valem Ouro, no qual sou colaboradora. Se você gosta de zumbis, aqui está uma ótima história nacional sobre o assunto. Um livro curtinho, mas admirável que indico sem medo de errar.
Onde comprar: Arwen Store

sexta-feira, abril 15, 2016

3 AMORES PLATÔNICOS

Você passa anos procurando sua cara metade e amando o primeiro gatinho que dá um sorriso simpático. Quem nunca? Mas aí você se insere no mundo dos filmes, livros e séries e descobre que, definitivamente, tem muitas almas gêmeas e pessoas com quem você gostaria de passar o resto da vida. Mas a vida é só injustiça e se o mundo fosse perfeito eu estaria casada com Jason Statham. A blogagem coletiva do grupo mais amor dessa internet, sugeriu que citássemos três amores platônicos. O que torna minha vida difícil, já que eu amo mais do que três e um dia seremos felizes para sempre.

  • Jason Statham
Falando nele... Sabe aquele homem que não é bonitinho e fofinho? Que desperta em você a vontade de fazer altas coisas vida loka? Aquele homem que parece ter pegada e que é homão mesmo. Ai Jesus! CASA COMIGO, STATHAM!!!

  • Theo James
Quem leu a saga Divergente provavelmente se apaixonou pelo jeito do Tobias, mais conhecido como Quatro. Eu adorei a saga e desde então já fiz todos os preparativos imaginários para o casamento. Lendo os livros era cada suspiro... Sério, estou apaixonada!

  • Chris Evans
Se você também não pensa em casar com esse homem, algum problema você tem. Sério. É o dono do meu coração, porque sim! Não tem o que dizer, só sentir.

Contem aí, quais são ou foram seus amores platônicos?


quarta-feira, março 30, 2016

AGATHA CHRISTIE: MINHA ESCRITORA FAVORITA

Tudo começou quando eu estava na 7ª série (atual 8º ano). Como era apenas uma estudante do Ensino Fundamental, não tinha o costume de comprar livros. As leituras eram basicamente aquelas indicadas pela professora de Português. Mas, como moro praticamente ao lado de uma biblioteca pública e já gostava de ler, de vez em quando, buscava um ou dois para ler. 

Foi quando vi o título "O caso dos dez negrinhos", posteriormente mudado para "E não sobrou nenhum" (o primeiro título foi acusado de racismo, por isso a editora modificou tudo inclusive o poema abaixo, que utiliza soldadinhos ao invés de negrinhos, como nas versões anteriores). Esse livro foi o responsável pela minha paixão por romance policial e querer ler mais e mais. Nos anos seguintes, li em torno de quarenta obras dela. Aquela escrita muito bem elaborada, os detalhes, o suspense. O jeito Agatha de escrever...

Tenho várias escritoras que admiro muito como Clarice Lispector, Cecília Meireles, J.K. Rolling e outras, mas se não fosse por Agatha Christie, talvez eu nunca tivesse me tornado uma leitora assídua. Isso a torna especial e é a primeira a vir na cabeça quando o assunto é leitura. Se não fosse por ela eu nunca teria conhecido personagens incríveis, viajado para todas as partes do mundo e, sem dúvida, minha vida seria um tédio ainda maior. 

Deixo aqui o poema que ficou na minha cabeça durante semanas e que, volta e meia, eu procuro ler para relembrar uma história maravilhosa.

Dez soldadinhos saem para jantar, a fome os move;
Um deles se engasgou, e então sobraram nove.

Nove soldadinhos acordados até tarde, mas nenhum está afoito;
Um deles dormiu demais, e então sobraram oito.

Oito soldadinhos vão passear e comprar chiclete;
Um não quis mais voltar, e então sobraram sete.

Sete soldadinhos vão rachar lenha, mas eis
Que um deles cortou-se ao meio, e então sobraram seis.

Seis soldadinhos com a colmeia, brincando com afinco;
A abelha pica um, e então sobraram cinco.

Cinco soldadinhos vão ao tribunal, ver julgar o fato;
Um ficou em apuros, e então sobraram quatro.

Quatro soldadinhos vão ao mar; um não teve vez;
Foi engolido pelo arenque defumado, e então sobraram três.

Três soldadinhos passeando no zoo, vendo leões e bois;
O urso abraçou um, e então sobraram dois.

Dois soldadinhos brincando ao sol, sem medo algum;
Um deles se queimou, e então sobrou só um.

Um soldadinho fica sozinho, só resta um;
Ele se enforcou,
E não sobrou nenhum.


Acompanhe o blog nas redes sociais
 Instagram || Facebook || Flickr || Bloglovin  || Snapchat: milcaabreu 
Milca Abreu - Blog Sabe o inverno. Design by Berenica Designs.