Três Sóis - William Soares Dos Santos

“William Soares dos Santos (...), alcança neste volume maior densidade de sentido e abrangência temática, como se o poeta tivesse atingido o ápice do seu desempenho criativo.” Adriano Espínola, poeta membro da Academia Carioca de Letras
A relação entre o cosmos e a interioridade humana é o tema central do novo livro de poesias de William Soares dos Santos, vencedor do Prêmio Pen Clube do Brasil 2018 e finalista do Prêmio Rio de Literatura 2018 com Poemas da meia-noite (e do meio-dia) (Moinhos, 2017).
Dentro deste arco narrativo, o poeta divide seus versos em cinco partes, ou livros, de acordo sua unidade temática. Os títulos são: Três sóis, Eclipses, Os girassóis da juventude, O novo modus operandi do mundo, Memórias de junho e O jogo do poema. Cada livro é antecipado por uma gravura cuidadosamente escolhida, cujo significado simbólico – descrito em um glossário de figuras ao final do livro – dialoga com os poemas a seguir.
InconsequentesÉramos inconsequentes.Encantados com os jardins da primavera,nos esquecemos que a dor tambémviria nos visitar com a chegada do outono.
Poemas reflexivos, profundos, esclarecedores, místicos e até críticos no modo de viver no século XXI compõem este belo e riquíssimo livro de William Soares dos Santos, forte candidato a ganhar, na primeira leitura, o coração de seus leitores.
★★★★/5
A poesia é, sem sombra de dúvida, o meu calcanhar de Aquiles. Por anos tentei trazer a poesia para o meu cotidiano e confesso que foi uma luta imensa. Hoje, talvez com a maturidade, vejo a poesia de uma outra forma e Três Sóis veio para me mostrar que nunca é tarde para admirar a beleza dos poemas.

Três Sóis, do escritor William Soares dos Santos, é uma reunião de belas palavras usadas de uma forma incrivelmente sensível e encantadora. Nos leva dese reflexões rotineiras até conhecimentos de fenômenos naturais dos quais não temos aqui em terras tupiniquins.

São seis livros, o que costumeiramente chamamos de capítulos, independentes, mas que seguem um único objetivo. 

"Desejamos para esquecer,
para dar sentido à eterna lida,
ou para aprendermos que o que desejamos
não era um bem para a nossa vida?"

Não vou me estender quanto aos três sóis a que se refere, vou apenas resumir que é um fenômeno que acontece nos pólos do nosso planeta em alguns períodos do ano. Porém, sugiro a você, leitor, que dê uma pesquisada sobre isso, já que é algo impressionante e lindo. É algo que definitivamente eu preciso ver pessoalmente antes de morrer.
Quanto ao conteúdo de Três Sóis, William nos leva a seus pensamentos a respeito da vida, nos trás momentos de pura melancolia e nostalgia, além da crítica social. 

O livro IV, "O novo 'modus operandi' do mundo" é extremamente ligado à nossa realidade e ao fato de que grande parte das pessoas é movida a likes. A aceitação, hoje, é baseada na quantidade de curtidas numa foto e na quantidade de amigos nas redes sociais. Não na vida real.

"O que faremos
com tantas imagens 
em dispositivos eletrônicos
ou em nuvens de armazenamento
não assimiladas pelo tempo?"

O poema "Das mentiras que nos contam" é algo doloroso de ler, porém extremamente necessário. Sabe aquele homem de bem? A ideia de responsabilidade social? Pois bem, eu sempre tive em meu pensamento no quanto somos hipócritas nesse sentido. Acredito que não é necessário explicar do que estou falando.

Além da beleza das palavras, preciso citar o capricho que teve William na escolha das imagens que compõem a capa de cada um dos livros. São imagens que falam por si e que completam cada página. É prazeroso de ler, não é uma leitura arrastada e pode apostar que em poucas horas você devora esse livro.

Eu poderia passar horas escrevendo sobre a beleza que Três Sóis é. Mas preciso finalizar por aqui.

Espero que curtam de verdade a indicação de hoje.
Título: Três Sóis
Autor: William Soares dos Santos
Ano: 2020
Editora: Patuá
I.S.B.N: 9788582977743


Siga no Skoob.

6 Comments

  1. Oi, tudo bem? Eu comecei a me interessar por poesia somente a partir de 2015, já na faculdade. Antes disso, eu não conseguia me conectar com poemas, sabe? Hoje, adoro o modo como eles me transportam pra um lugar suave e pesado ao mesmo tempo. Fiquei com vontade de ler esse poemas, gosto de críticas sociais e de falar de solidão. Gostei dos versos "O que fizemos que tanto nos perdemos do caminho?".

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?

    Sempre que leio poesia eu saio da minha zona de conforto literário pois não tenho muito hábito de lê-lo. Mas gostei demais de conhecer este livro através da sua opinião e desejo ter a chance de ler este livro. Parabéns pela resenha.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. Meu interesse por poesia também pode ser considerado recente, acho que, assim como você, eu amadureci e me permiti ver e me conectar com os poemas.
    Eu fui pesquisar sobre o que você falou e é mesmo algo que a gente precisa ver antes de morrer kkk
    Adorei os temas tratados no livro, quero muito dar uma chance!

    ResponderExcluir
  4. Oiieee

    Não conhecia o livro, poesia é um gênero bem distante de mim, não consigo ainda me familiarizar, sair da zona de conforto de sempre e me arriscar, mas pretendo, em breve. Os temas são interessantes, especialmente esse que fala da aceitação, dessa falta de controle por likes, e saber que as imagens são de super bom gosto dá uma vontade de tentar conferir mais do livro. Vou anotar a dica com certeza, vamos ver se surge a oportunidade de encontrar o livro em alguma livraria por ai.

    Beijokas

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Infelizmente, não sou do tipo que consegue ler poesia como leio os demais livros, simplesmente porque não me atraem da mesma forma, sabe? Mas esse livro realmente parece trazer mensagens maravilhosas pelos poemas e sua resenha me deixou curiosa sobre eles.

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda tenho essa dificuldade para ler poemas.
    Quero e preciso sair da minha zona de conforto, mas sempre surge um bloqueio me impede de aproveitar esse gênero. Gostei da proposta desse livro e sua resenha me deixou animada e interessada

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir

Os comentários agora são moderados para eu conseguir controlar melhor.