5 MOTIVOS PARA ASSISTIR INACREDITÁVEL

Ultimamente estou bem seletiva em relação ao que assisto. Talvez seja uma fase, mas estou selecionando bem séries que vou assistir e mesmo os filmes. Não dá mais para perder tempo com uma séria de vinte episódios, dezoito temporadas, simplesmente perdi a paciência. 

O lado bom disso é que eu não fico mais com aquela sensação ruim de abandonar uma série na metade e, principalmente, estou vendo séries incríveis e que não são cheias de enrolação, vão direto ao ponto. A Netflix é apenas incrível por manter séries com 8, no máximo 12 episódios.

Uma das mais recentes séries que assisti foi Inacreditável, que estreou no último dia 12 na plataforma. A série é baseada em uma triste história real e faz uma sucessão de críticas em relação às questões femininas que tanto defendemos. 

Separei aqui alguns motivos para que você assista e espero te convencer de parar por algumas horas para dar uma oportunidade para essa beleza que é Inacreditável.


  1. Duas mulheres fodas: Toni Collette e Merritt Wever fazem o papel de duas detetives incrivelmente inteligentes. Duas mulheronas que vão até o fim para descobrir o que realmente aconteceu com todas as mulheres até finalmente pegar o criminoso.
  2. Enredo muito bem construído: não deixa brechas e o melhor de tudo, é direta e objetiva. Não tem aquela coisa de perder tempo com bobagem, as coisas simplesmente acontecem da forma mais completa.
  3. Faz você duvidar de todos: quem está acostumado a livros, filmes e séries de suspense e que têm um criminoso a ser pego, com certeza fica nessa de desconfiar de tudo e de todos. Confesso que em vários momentos eu desconfiei dos esposos, dos cargos altos e até mesmo dos pais adotivos.
  4. Trata de assuntos importantes como violência contra a mulher: E além disso, algo muito importante sobre o estupro, é a dúvida contra a vítima. Vemos muito isso na vida real o tempo todo. Infelizmente.
  5. Faz-nos refletir a respeito de como as vítimas são recebidas nas delegacias: talvez hoje em dia seja menos comum, mas era muito certo de que as vítimas de estupro e violência contra a mulher preferiam não registrar queixa, já que seriam destratadas por quem as recebesse para registrar o boletim de ocorrência. Fiquei impressionada como a Marie Adler foi desacreditada a ponto de responder um processo por falsa denúncia. Se você não sabe o caso foi real.
É uma série que faz jus ao título e que me deixou muito revoltada em vários momentos. Aquela sensação de pular logo para a parte em que a Marie finalmente vai ter uma vitória, sabe.

Apesar de triste e de saber que ao longo da história as mulheres passaram por tanto sofrimento por serem "inferiores", a série é muito interessante e é curtinha também, consegui assistir em um dia. 

Já assistiram? O que acharam?

1 Comments

  1. Concordo com isso. Vejo pouca série, muito pouca mesmo.Prefiro filmes. A última longa que vi sem abandonar foi Breaking Bad! Ao tempo! Depois disso passei a ver apenas series curtas. Essa não conhecia, mas gosto bastante da Toni Collette, e tem elementos interessantes.

    ResponderExcluir

Os comentários agora são moderados para eu conseguir controlar melhor.