quarta-feira, janeiro 09, 2019

LIVRO | O HOMEM DE AREIA - LARS KEPLER

Sinopse: Bestseller mundial, O Homem de Areia conta a história de um serial killer inteligente e manipulador e de dois policiais que precisarão vencer os próprios limites para pegá-lo. Em uma noite extremamente fria em Estocolmo, um homem aparece sozinho e desnorteado em uma ponte. Quando ele é encontrado, a hipotermia já toma conta de seu corpo. Ao ser levado para um hospital, descobre-se que há sete anos ele foi declarado morto. Seu assassinato foi creditado ao serial killer Jurek Walter, que foi preso há alguns anos pelo detetive Joona Linna e sentenciado à prisão perpétua em uma ala psiquiátrica. Enquanto investiga o aparecimento desse homem e tenta entender onde ele esteve durante os últimos sete anos, evidências desconhecidas começam a aparecer e influenciar o caso que já estava arquivado. Com capítulos curtos e ritmo alucinante, O Homem de Areia é um thriller envolvente sobre os limites da maldade.
Que eu sou apaixonada por thrillers todo mundo sabe. Estou em busca de um explicação psicológica para entender essa minha fascinação - de preferência que não seja nenhuma psicopatia. E aí que existem inúmeros livros do gênero e eu espero um dia conseguir ler todos (se você não entende hipérboles, está no lugar errado).

Recebi O homem de Areia, de Lars Kepler em parceria com a editora Alfaguara, que é um dos selos da editora Companhia das Letras. Logo de cara eu soube que iria amar. A história se passa em Estocolmo e ultimamente estou adorando conhecer a literatura de outros países.

Vocês que também curtem histórias de serial killers, já pensaram um que mesmo preso causa pânico em quem está do lado de fora? Então, temos aqui o Jureg Walter, que preciso dizer que não consigo levar esse nome a sério. Ele é do tipo perigoso, frio e manipulador. Mas a história, mesmo sendo sobre ele, também destaca épocas de vida de outros personagens.

Jurek Walter foi considerado culpado por apenas dois homicídios e uma tentativa de homicídio, mas há evidências contundentes que o ligam a outros dezenove casos de assassinato. Treze anos antes, fora flagrado na floresta de Lill-Jan, no Djurgården, em Estocolmo, forçando uma mulher de cinquenta anos a voltar para um caixão embaixo da terra. Ela tinha sido mantida no caixão por quase dois anos, mas ainda estava viva. A mulher sofreu lesões terríveis, estava desnutrida, os músculos tinham definhado, exibia ferimentos de pressão e queimaduras de frio, e tinha sofrido danos cerebrais graves. Se a polícia não tivesse seguido e prendido Jurek Walter ao lado do caixão, talvez ele nunca tivesse sido detido.

É o caso, por exemplo, de Mikel, um garoto que foi sequestrado e mantido em cárcere privado durante 10 anos junto com sua irmã. A forma como ele conseguiu sair de lá é bem curiosa e faz todo sentido no final. Além de Mikel, temos Joona, policial responsável pelo caso e que monta toda uma estratégia para conseguir arrancar de Jurek alguma informação sobre Mikel e sua irmã. 

Em alguns capítulos, a história da infância de Joona é contada, em forma de flashbacks e te faz ter um certo apreço por ele. É o típico cara da polícia que faz tudo pelo trabalho.

Em dado momento, a inspetora Saga Bauer é colocada, de forma estratégica, ao lado de Jurek. Tudo armação e isso faz com que a gente sinta uma aflição enorme. Aquele medo de o louco descobrir que ela não é paciente coisa alguma, sabe? Sem dúvida você vai ficar apreensivo.

Os capítulos são curtos, cerca de duas páginas e meia cada, o que torna a leitura muito tranquila e te faz não querer largá-lo um minuto sequer. No entanto, serei sincera ao dizer que algumas partes poderiam ter sido dispensadas. É um livro relativamente grande se observado apenas a quantidade de páginas (46), mas é uma leitura rápida. Finalizei em dois dias e meio.

Eu adorei cada página de O homem de areia e já imagino ele sendo adaptado para o cinema, oremos!


Lars Kepler é o pseudônimo da dupla de escritores suecos Alexander e Alexandra Ahndoril. Seus livros já foram publicados em 40 idiomas e venderam mais de doze milhões de cópias ao redor do mundo

Título original: SANDMAN
Tradução: Guilherme Miranda
Páginas: 462
Lançamento: 08/10/2018
ISBN: 9788556520739
Selo: Alfaguara

Compre na Amazon.
>

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários agora são moderados para eu conseguir controlar melhor.