CONHECENDO CANELA - RS: CATEDRAL DE PEDRA E CACHOEIRA DO CARACOL

Canela está bem coladinha em Gramado, tanto que os pacotes de viagem oferecem tour Gramado/Canela. A cidade, apesar de turística, não tem a mesma arquitetura de Gramado. É mais parecida com uma cidade comum, com obras, comércio, mercadinho aqui e ali. Tudo em Canela é mais barato, isso é importante.

A atração principal da cidade é a igreja Nossa Senhora de Lourdes, mais conhecida como Catedral de Pedra. Ela foi fundada em 1937 e já foi considerada uma das sete maravilhas do Brasil. Eu nem sabia que isso existia, mas sim, existe.

A estrutura segue mais ou menos o padrão de Gramado, estacionamentos nas vias públicas e que você paga um valor X de acordo com o tempo que vai ficar parado. É bom, porque você sempre encontrará vagas. É ruim porque ninguém merece esquecer de pagar ou chegar desavisado.
Ela é simplesmente linda. Impressiona a altura e cada detalhe dessa construção belíssima. Confesso que ali na parte central não tem muito o que visitar além da igreja. Como a cidade é mais "simples", digamos assim, as coisas são bem mais baratas. Por exemplo, almoçamos em um restaurante self service e pagamos algo em torno de R$20 reais. Esse valor em Gramado não foi nem o sorvete que tomamos.

Além disso, se você quiser levar chocolate para muitas pessoas e não estiver afim de gastar MUITO MESMO com a Lugano, Caracol ou Chocolate Gramadense, tem uma lojinha de chocolates bem escondida perto da igreja e que compensa demais. No final das contas você percebe que é tudo nome. Não lembro o nome da loja, mas foi indicação de um colega que já tinha ido lá.

Os chocolates são ótimos, mesma qualidade dos outros de marcas famosas, porém muito mais baratos. Ele fica dentro de uma mini galeria na entrada ao lado da pizzaria Toca da Bruxa. É fácil de achar, vai por mim.

Depois da nossa visita ao centro, foi a vez de conhecer os famosos bondinhos e a Cachoeira do Caracol.
Bom, eu tenho um pavorzinho de aventuras, alturas e bondinhos. Mas sempre penso que ATÉ HOJE NÃO ACONTECEU NADA DE RUIM, PORQUE ACONTECERIA AGORA? E aí entrei no bondinho. Foi uma das melhores sensações.

A vista ali é maravilhosa. Sinceramente, só estando lá para saber como é. A cachoeira é linda e a sensação de paz é impagável. Os bondinhos aéreos te levam para ver a cachoeira e também para a Estação Animal.

Com um desnível de 130 metros, o espaço conta com mirante e trilhas de 230 metros com placas de identificação das árvores ao longo do percurso. Na Estação também está o Espaço das Esculturas que Falam, com cerca de 85 peças talhadas em madeira pelo artista plástico Masaharu Hata (1938-2010). As esculturas reproduzem a aparência e também o som dos animais, permitindo ao visitante interagir com cada peça. Para complementar o espaço, o designer e artista plástico Rodrigo Huelsmann criou e esculpiu um cenário de floresta composto por esculturas de árvores, plantas e pintura de animais nativos.

Como vocês sabem, eu adoro exposições, museus, esculturas e tudo relacionado a arte, então fiquei bem feliz por conhecer a Estação Animal.

É um passeio que você precisa incluir no seu roteiro caso vá para Gramado/Canela. O contato com a natureza é sempre ótimo e fazer isso enquanto sai da sua rotina não tem palavras.

Depois que conhecemos Canela fomos para Bento Gonçalves visitar um casal de amigos que se mudou recentemente para lá. Conhecemos o Vale dos Vinhedos e visitamos a fábrica da Miolo. Quer saber como foi? Nos próximos posts eu conto.

0 Comentários