segunda-feira, abril 16, 2018

LIVRO | QUARTO DE DESPEJO - CAROLINA MARIA DE JESUS

Sabe aqueles livros que você ouve o nome em algum momento da vida, mas nunca leu? Quarto de Despejo e um dos meus. Foi através da indicação de uma professora que eu li e confesso que gostei demais. É muito intenso e chocante.

Estou fazendo um curso de formação de leitores. É um curso voltado para professores da rede pública e é muito bom. A professora indicou três livros, dentre eles Quarto de Despejo, e é um livro que realmente me tocou.

Sinopse: Do diário da catadora de papel Carolina Maria de Jesus surgiu este autêntico exemplo de literatura-verdade, que relata o cotidiano triste e cruel da vida na favela. Com uma linguagem simples, mas contundente e original, a autora comove o leitor pelo realismo e pela sensibilidade na maneira de contar o que viu, viveu e sentiu durante os anos em que morou na comunidade do Canindé, em São Paulo, com seus três filhos. Ao ler este relato, verdadeiro best-seller no Brasil e no exterior, você vai acompanhar o duro dia a dia de quem não tem amanhã. E vai perceber que, mesmo tendo sido escrito na década de 1950, este livro jamais perdeu sua atualidade
Avaliação: ★★★
Através dos relatos da própria escritora, você se sente dentro da favela. É tudo muito chocante e penso que situações extremas assim já não existem mais. Não sei. É um livro que te faz pensar naqueles que normalmente são esquecidos e que essas pessoas não estão lá por vontade própria, mas porque não existem condições de mudanças.

Além disso, nos faz pensar sobre como o gosto pela leitura pode mudar um cenário. Carolina Maria de Jesus relata que durante seus momentos de tristeza, ao invés de beber, lia e escrevia. Você já pensou se todos fizessem isso? Sei que aí perto de você existem pessoas que brigam no final das festas e que quase sempre estão embriagadas. 

A leitura salva as pessoas, a escrita também. Sei disso, porque mesmo sendo situações bem diferentes, muito diferentes mesmo, as duas coisas me salvaram por vezes. 

Deixo aqui a minha super recomendação da semana e espero de coração que vocês leiam em algum momento, porque é inspirador. Essa mulher foi uma guerreira e uma sobrevivente.

I.S.B.N: 9788564296015; Páginas: 200; Ano: 2017; Autor: Carolina Maria de Jesus; Gênero: Autobiografia, Memórias, Crônicas; Editora: Ática.

Compre na Amazon clicando no link abaixo, assim você estará ajudando o blog ❤
Milca Abreu
Milca Abreu

Professora de Português e Literatura, apaixonada por leitura, fotografia, séries, gatos, Star Wars, Super-Heróis, Woody Allen e batons. Amo histórias de terror e suspense, músicas antigas e não dispenso uma boa passeada no shopping. Sou da Capital e ainda pretendo conhecer o mundo - ou parte dele.

38 comentários:

  1. Oi Milca, tudo bem? Gostei muito da resenha. Tenho um carinho especial pela Carolina, na época da faculdade tive que transcrever os manuscritos dela na biblioteca nacional.Ela era extraordinária!
    Beijooos

    Top comentarista série Encantadas

    ResponderExcluir
  2. i, Milca. Esse livro deveria ser leitura 'obrigatória', eu li, mas infelizmente, emprestado, quero meu exemplar físico para ler e meu tempo. como professora, acho que alguns leitores vão se trumbicar quando se depararem no preconceito linguístico. Inclusive, vi que alguns pais tentaram fazer com que a obra fosse retirada das leituras obrigatórias, pois, segundo eles, iria 'emburrecer' os filhos deles. Enfim, preconceito linguístico também faz linha direta com racismo. Excelente indicação a sua.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Milca. Eu não conhecia o livro e agora eu preciso muito realizar a leitura, acredito que a obra vá me agradar bastante e os seus comentários sobre ele me deixaram muito ansiosa para poder ler também.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom qdo lemos um livro que a leitura é prazeroso. Nunca li mas fiquei a fim de ler. bjs

    ResponderExcluir
  5. Tudo bem? Esse ainda não tinha visto por aí.
    A leitura parece ser de uma densidade e um enredo realmente interessantes.
    Nem sempre ou quase nunca leio nacionais.. As vezes o faço quando se trata de um gênero que eu curta muito ou dicas como a sua.

    "Sabe aqueles livros que você ouve o nome em algum momento da vida, mas nunca leu?" Sei sim! Vira e mexe me deparo com algo assim e fico maravilhada quando são leituras que se tornam inesquecíveis!

    Também tenho essa opinião de que a leitura por vezes nos salva e a escrita também!

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  6. Sua resenha está ótima, achei uma ótima indicação.

    ResponderExcluir
  7. Não tinha ouvido falar nesse livro, achei a resenha super interessante.
    Incrível que nessa época já tinha favelas, a gente pensa que é um problema urbano dos dias atuais.
    Bjinhos,
    www.prosaamiga.com.br

    ResponderExcluir
  8. Bom dia, como vai?
    confesso que ainda nao conhecia esse livro, mas eu gostei bastante da sua resenha

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro. Deve ser muito interessante. Gostei da resenha. bjs Verônica Alves

    ResponderExcluir
  10. Milca ainda não conhecia esse livro mas pelo que você falou dele aqui ele é ótimo, é um livro que vale a pena ler, obrigada pela indicação dele, bjs.

    ResponderExcluir
  11. Oi amore, muito boa sua resenha, eu amo ler livros que me inspiram e que me deixam com uma intuição ótima sobre a leitura.
    Vou colocar na minha listinha de leitura. Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Amei demais a resenha!
    Achei a narrativa incrível!
    Tô doida pra ler a obra!

    ResponderExcluir
  13. Sempre me surpreendo com suas recomendações.
    Adorei a realidade que o livro parece passar e me interessei muito,
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  14. Eu nunca ouvi falar do livro, acredita? Mas confesso que fiquei bastante interessada principalmente pela forma de como você o descreveu.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  15. Gosto de leituras assim, uma ótima dica vc nos deu de leitura!

    ResponderExcluir
  16. Olá, tudo bem?

    Adorei sua indicação. Fiquei com mais vontade de ler a obra que já tinha conhecimento. O meu exemplar está emprestado para uma professora da faculdade que ainda não me devolver, assim que o fizer começarei a leitura. A proposito, esse curso que estas a fazer parece ótimo também.

    abraço
    www.decaranasletras.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Milca, é tão bom quando a gente lê um livro por obrigação, mas no final, ama ele. Fico feliz que tu tenhas gostado e tua opinião me deixou com vontade de conhecê-lo também.
    Dica anotada.
    Bjos
    Vivi
    http://duaslivreiras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Fiquei super curiosa e com vontade de ler esse livro, parece ser bem interessante, já guardei o nome ... Bjs (•‿•) ❤️

    ResponderExcluir
  19. Vou ler esse livro pra faculdade esse mês, quando ela começou a falar sobre a cor da fome já me senti emocionada. Sem dúvida alguma Carolina é um dos grandes nomes da literatura nacional.

    ResponderExcluir
  20. Nossa que intensidade expressa neste livro quero ler agora, fiquei muito curiosa para ler pois este tipo de leitura é fantástica.

    ResponderExcluir
  21. Uau! Que cativante, história real e que sobreviveu desde a década de 50...
    Gostei, muito legal.
    Blog ArroJada Mix

    ResponderExcluir
  22. Nunca ouvi falar nesse nao, mas ja curti a sua resenha

    ResponderExcluir
  23. Olá! Eu já tinha ouvido falar deste livro e me interessei bastante pelo relato da autora.. Parece ser bem chocante e uma leitura muito boa.. A Conexão Literatura fez uma entrevista com essa autora e ficou bem legal caso vc queira saber um pouquinho mais sobre a Maria <3

    Beijos,

    ResponderExcluir
  24. Olá!
    Nossa com tantos elogios fica impossível não se interessar por essa obra.
    Gosto desse tipo de leitura com textos envolventes e cheios de mensagens importantes.
    Fiquei com vontade de conhecer essa leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  25. Oi Milca, não conhecia o livro e deu para ver que ele realmente toca. Acho que muitas.coisas relatadas ainda são vistas.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  26. Olá Milca, como vai? Não conhecia esse livro mas, depois de ler a sua resenha fiquei muito interessada em ler esse livro, tenho certeza que será uma leitura muito boa para mim.

    Beijos e abraços
    http://vickyalmeida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Oi Milca, tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas pela sua análise sinto que é uma leitura bem necessária. Fiquei com vontade de ler e concordo sobre a importância da leitura e escrita. Anotei a sugestão e foi para a lista de desejados <3

    Beijos
    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bem? Eu fico muito feliz que a essa autora tenha sido "descoberta" e que esse tipo de realidade seja mais refletiva pelos leitores. A gente tá tão acostumada a pensar que literatura tem que ser feliz, bonita... sem pensar que muita gente escreve justamente o contrário e oferece sentimentos incríveis. Esse livro está na minha meta desse ano para o Leia Mulheres, sendo que eu o coloquei especialmente para me desafiar. Espero fazer uma ótima leitura igual a você!

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Adoro livros intensos, fiquei bem curiosa pra ler esse. Vou anotar aqui pra não esquecer.

    ResponderExcluir
  30. Acredito que seja mesmo um livro de uma história inspiradora, qualquer dia se tiver a oportunidade irei ler

    ResponderExcluir
  31. Olá, tudo bem?
    Confesso que nunca tinha ouvido falar sobre esse livro, mas deve ser uma leitura realmente inspiradora e intensa. A realidade retratada é muito duro e deve ser um relato forte de se ler, mas achei bonito a forma como os livros foram positivos na vida dela.
    Não sei se leria, porque é algo que foge muito do meu estilo de leitura (não sou fã de obras de não-ficção), mas adorei a resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  32. Com essa super indicação não tem como não colocá-lo na minha lista de leitura para o mais breve possível!
    Obrigada pela indicação.

    ResponderExcluir
  33. Ola
    Esse livro não me é estranho, o roblema é lembrar onde eu vi.
    Uma ótima indicação, e realmente, tem muitos esquecidos por aí, o vemos muito nessa época de chuva e frio.
    Vou adicionar na minha lista e tentar lembrar onde eu vi esse livro.
    Bjus

    ResponderExcluir
  34. oi, Milca... tem um tempinho que ando querendo ler um bom livro de crônicas... tenho curiosidade nesse titulo... acredito que a leitura vai me envolver...
    obrigada pela sugestão...
    bjs...

    ResponderExcluir
  35. Oi Milca.
    Fico super feliz de saber que este livro está sendo levado para estes cursos de formação de professores e que você gostou da leitura. Há um tempo atrás poucas pessoas sabiam quem foi Carolina Maria de Jesus e atualmente tem se falado bastante dela e seus livros. Que continue assim.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  36. Olá, tudo bem? Acho que vivi/vivo isso suficientemente para saber a importância do assunto. Morei em favela 14 anos da minha vida (e tenho 21 anos) e falo de carteirinha o quanto a literatura, o conhecimento mudou minha vida. Muitos amigos meus se perderam no caminho, se desviaram porque não tinha esse âmbito. Por mais que você ache que não exista casos extremos, infelizmente, ainda existe sim. Principalmente no RJ, onde a crise afetou MUITAS pessoas as pequenas e grandes favelas tem caso que você se pergunta como tem gente sobrevivendo assim. Gostei de livros assim sempre debatidos em cursos, porque precisamos ver outras realidades. Ótima indicação e com certeza dica anotada!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  37. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas assim que vi a capa senti que seria uma história intensa e chocante. Imagino que seja muito interessante fazer essa leitura mesmo, pois conhecer outras realidades, mesmo que apenas pela leitura, é muito importante, né? E achei bacana também a história mostrar a importância da leitura, que a mesma pode mudar vidas.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  38. Oi! Já ouvi falar desse livro, mas não sabia do que se tratava. Me pareceu ser um livro bem envolvente. É tão bom quando gostamos tanto de um livro, né?

    ResponderExcluir

Se você gostou (ou não), deixe um comentário me dizendo o que achou, assim poderemos trocar figurinhas sobre coisas das quais gostamos e vou saber o quê e onde melhorar.
Spam, não, pls!