quinta-feira, novembro 16, 2017

EU FICO ANSIOSA OU: COMO TENTAR MUDAR MEU ESTILO DE VIDA ME FAZ PIRAR

Um fato sobre a pessoa que vos escreve: sempre fui uma consumista de plantão. Uma blusa apenas não bastava, eu precisava daquele modelo lindo em todas as cores disponíveis. Com o tempo fui diminuindo essa compulsão e hoje estou ainda em processo e vivo dizendo para mim mesma que ter hábitos saudáveis é melhor; eu vou agredir menos o meio ambiente e o aquecimento global é culpa das minhas compras desenfreadas. Tá, eu sou um pouquinho exagerada em alguns pontos, mas vamos fazer o quê?

O problema em querer consumir de forma consciente é que acaba me deixando ansiosa. Eu já falei algumas vezes por aqui que faço tratamento e, apesar de não fazer terapia - ainda - eu uso medicamentos controlados para não surtar de vez. Coisa que estou tentando largar, oremos!

Vez ou outra me pego vendo videos nos Youtube sobre o tal consumo consciente e sobre veganismo, vegetarianismo, produtos cruelty free. Percebi então que depois de ver todos esses videos eu me sentia culpada. Uma culpa que pensando bem não deveria existir. Penso demais no meio ambiente e em formas de não maltratá-lo, mas eu não conseguiria levar uma vida sem carne, e o fato de me imaginar tendo que fazer uma pesquisa enorme para saber o que comprar não me faz bem. 

Peço perdão caso alguém se ofenda com esse post, acredito que seja uma causa realmente nobre, entendo perfeitamente o pensamento de pessoas que defendem os animais, mas cada vez que penso na quantidade de coisas que eu tenho e que são testadas em animais ou que prejudicam o meio ambiente eu fico em uma situação complicada, a ponto de perder o sono. Entendam que eu acho justíssimo, porém não posso me deixar passar por um sentimento pior ainda por saber que eu amo certas coisas e não vou conseguir me desfazer delas tão facilmente.

Não consigo mudar de uma vez e sei que nunca vou conseguir ser uma pessoa vegetariana e é aí que eu tento fazer alguma coisa para compensar. De uns tempos para cá, todo produto que compro eu dou uma pesquisada de leve para saber mais sobre a marca. Tento buscar aqueles produtos que sei que são cruelty free, naturais/orgânicos, entretanto não me prendo demais a isso justamente porque afeta minha saúde mental e não acho que isso seja bom. 

Algumas atitudes pequenas do dia-a-dia já me fazem sentir bem, como por exemplo:

-substituir aos poucos e de forma natural produtos que testam em animais;
-comprar somente o necessário;
-jogar o lixo no lixo - embora seja algo simples, muita gente não o faz;
-usar produtos recicláveis;
-não produzir tanto lixo;

Para isso eu sigo alguns pensamentos antes de qualquer coisa:

-pesquiso marcas acessíveis e que realmente são cruelty free;
-antes de comprar me pergunto se preciso ou se quero;
-procuro formas alternativas e que podem ser usadas várias vezes ao invés de uma vez e lixo.

Estou me sentindo bem aliviada depois de escrever esse post. É como se algo estivesse preso aqui na garganta e que eu precisava falar para as pessoas que me leem. Espero que me compreendam e compreendam o sentido desse textão e caso vocês saibam de produtos alterativos e que realmente tenham preços bons, por favor me indiquem, aos poucos eu acho que consigo chegar lá. Ou quase lá.
Milca Abreu
Milca Abreu

Professora de Português e Literatura, apaixonada por leitura, fotografia, séries, gatos, Star Wars, Super-Heróis, Woody Allen e batons. Amo histórias de terror e suspense, músicas antigas e não dispenso uma boa passeada no shopping. Sou da Capital e ainda pretendo conhecer o mundo - ou parte dele.

34 comentários:

  1. Vou te dizer uma coisa, vegetariano agride o ambiente tanto quanto alguém que come carne. Pq o vegetariado/vegano continua comendo comida industrializada e mesmo que não coma os animais ele os mata pois a industria desmata, arranca árvores e acaba tirando o habitat dos animais selvagens, o que ocasiona a morte dos mesmos... Ou seja, vegano também mata animais e foi por isso que desisti... A gente acha que está fazendo o bem, mas está fazendo pior ainda... Mas enfim...

    Gostei do seu post e penso exatamente como voce, se eu me preocupar com tudo vou acabar surtando

    Carol Justo | Pink is not Rose

    ResponderExcluir
  2. É assim mesmo, tenho passado por algumas mudanças na minha vida também e a ansiedade só a aumenta a técnica q desenvolvi é toda vez q começar a entrar em pânico conversar com alguém q gosto muito, funciona pra mim. Sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Gostei do seu post e realmente temos que consumir de forma mais consciente umadas coisas que estou passando a fazer é ---> substituir aos poucos e de forma natural produtos que testam em animais.

    um bjo grande <3
    www.imperfeitasprincesas.com.br

    ResponderExcluir
  4. Me identifiquei com seu relato, mas o importante vc já fez: ter consciência do que fazer! Depois de pensar muito eu comecei a separar e organizar o lixo, comprar somente o necessário mesmo, deixei meu guarda roupa mais "usável" pq mts vezes comprava uma roupa para uma determinada ocasião, parei com isso, tenho a meta de usar o que eu tenho por alguns meses, me virar com o que tenho...Não sou vegetariana, mas meu consumo de carne é bem pouco mesmo, não sinto falta, não faz diferença na minha vida...acho que é por ai sabe, ter a consciência do que podemos fazer em nosso dia dia para melhorar a vida de um todo e não só a nossa!!

    ResponderExcluir
  5. Mudanças são sempre bem vindas por mais desafiadoras que pareça ser né, mas quando chegamos ao nosso objetivo e percebemos o quanto somos capazes nos da uma alegria tremenda!
    Parabéns pela iniciativa consiente!!
    Mudanças que traz hábitos saudáveis seja mental ou fisicamente é maravilhoso!
    Uma curiosidade sobre "jogar o lixo no lixo - embora seja algo simples, muita gente não o faz" é algo tão "bobo" mas faz muita diferença hoje morando no EUA e conheci outros países você não imagina como é visto de forma feia uma pessoa que não joga o lixo no devido lugar!
    As mudanças devem começar em nos!!!!
    Adorei o post!

    ResponderExcluir
  6. Você precisa fazer aquilo que esteja ao seu alcance fazer e que não lhe traga dano.
    É como você disse, se parar para analisar cada coisinha testada em animais é de perder o sono. Tenha bons hábitos e viva sem culpa ♥

    ResponderExcluir
  7. Milca parabéns pela a iniciativa, mudar de hábitos vai fazer muito bem. Como você mencionou no texto que algumas atitudes pequenas do dia-a-dia já estão te fazendo se sentir bem, isso já é um bom passo. Temos que fazer a nossa parte e com isso o meio ambiente agradece bjs.

    ResponderExcluir
  8. Bom eu nunca parei para pensar nisso para dizer a verdade. Mais já pensei em virar vegetariana mais não consigo, porém hoje em dia consumo bem menos carne do que eu consumia antes. Vou tentar abrir mas a mente e sair do mundo da lua e pesquisar mais. Pois um consumo consciente é fundamental para nós!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela iniciativa! Também procuro sempre ser o mais respeitosa possível com o meio ambiente e esse post me inspirou muito! Já fui muito consumista e hoje consumo só o necessário. Foco!
    Beijão
    Through My Eyes

    ResponderExcluir
  10. Ser consciente é bem importante. Não vi nada que possa ofender, vc falou sua experiência...
    Gostei, muito legal.
    Blog ArroJada Mix

    ResponderExcluir
  11. Você eh por acaso minha irmã gêmea?
    Nunca escrevi sobre mas... caraca... como tenho pensamentos, srntisentimentos e sensações iguais às suas.
    Hoje também tento ser mais... como posso dizer??? Politicamente correta e mais Humana.
    É difícil e hipócrita dizer que não gosto mais de um produto ou sapato ou peça de roupa pq prejudica o meio ambiente ou pq foi testado em animais.. . Mas o fato de começarmos de algum lugar... começar a pesquisar o que é mais justo e correto... aceitar o que e como somos... é um começo. Parabéns pelo post.e saiba que vc não está sozinha. Bjusssss enormessss

    ResponderExcluir
  12. Como eu te entendo kkk olha eu nunca fui muito consumista ao extremo, mas gostava muito de comprar e as vezes nem usava, ai tive umas situações que precisei juntar dinheiro, e comecei a cortar gastos e desde então só compro o mais necessário, essa coisa do meio ambiente eu confesso que não penso muito antes de comprar, se eu achar algo que não e testado em animais prefiro, acho que aos poucos a gente vai mudando. bjs

    ResponderExcluir
  13. Eu acho que você agiu certo! Veganos precisam tomar vacinas para repor a falta de algumas vitaminas e essas vacinas são testadas onde? Nos animais! E feita com o que? Com a vitamina retirada dos animais! Então mesmo os veganos acabam usando produtos que precisam de animais! Eu procuro cuidar do meio ambiente, usar produtos recicláveis e aproveitar embalagens tb. Cada um fazendo sua parte e evitando o desperdício já estamos ajudando o meio ambiente

    ResponderExcluir
  14. Eu acho que você agiu certo! Veganos precisam tomar vacinas para repor a falta de algumas vitaminas e essas vacinas são testadas onde? Nos animais! E feita com o que? Com a vitamina retirada dos animais! Então mesmo os veganos acabam usando produtos que precisam de animais! Eu procuro cuidar do meio ambiente, usar produtos recicláveis e aproveitar embalagens tb. Cada um fazendo sua parte e evitando o desperdício já estamos ajudando o meio ambiente

    ResponderExcluir
  15. Vale super a pena levar uma vida mais leve, seja no sentido que achar melhor entender. Quando paramos de consumir tanto, conseguimos abrir um leque de possibilidades para não maltratar tanto as coisas que a natureza nos proporciona. Eu também gostaria de virar vegetariana, tenho isso em mente para algum dia, mas penso que não sei se vou conseguir ficar sem carne. Isso me incomodava, até que vi uma matéria dizendo que o problema não é comermos a carne em si, mas controlarmos para comer mais coisas naturais do que alimentos advindos de animais. Pequenas mudanças acabam ajudando, sabe? ♥♥ Adorei teu post e teu desabafo.

    ResponderExcluir
  16. Eu mudei muito meu estilo de vida nos ultimos anos, mas pq o antigo era o estilo dos meus pais. Acho que da pra fazer algumas coisas sem pirar, mas sei que tem muita coisa que ñ consigo fazer e ñ piro por isso.

    ResponderExcluir
  17. Oi Milca! Então falar sobre vegetarianismo é um negócio complicado. Em parte porque eu já tentei e não consegui, em parte porque eu sou daquelas pessoas 8 ou 80, que se fosse só para ser vegetariana não bastaria, afinal qual o sentido - pra mim -de não comer carne, mas continuar usando produtos testados em animais (cosméticos, remédios e afins) e usar roupas de origem animal? Ou seja, teria que ir para o veganismo, mas a verdade é que eu não sei se eu conseguiria. Admiro muito quem consegue se regrar e seguir esse estilo de vida vegetariano ou vegano, mas acredito que se não nos adaptamos à isso, podemos reduzir nosso impacto no meio ambiente de outras formas. Como reduzindo o consumo de carne, comprando com mais consciência, reaproveitando materiais e separando lixo (na verdade esses dois últimos sempre fizemos aqui em casa e carne tem dias que nem comemos, porque não precisamos de carne todos os dias) fazendo pequenas coisas que se todos fizessem já ajudariam muito. Outro ponto, comprar consciente não significa necessariamente parar de comprar ou comprar menos, porque pensa quantos desempregos gerariam se todas as pessoas reduzissem drasticamente aquilo que compram? Ou parassem completamente de comprar o que quer que fosse? Acho que a solução é justamente isso que você disse, se perguntar antes de comprar, pesquisar melhores as marcas com condições justas de trabalho e preços acessíveis.
    Beijão e amei seu post e desculpa pelo comentário gigante.

    ResponderExcluir
  18. Mudanças nem sempre são fáceis, mas se cada um fizer um pouquinho todo dia, as coisas vão caminhado melhor. Quando passamos a consumir menos passamos a ver o que realmente precisamos por exemplo é muito melhor ter aquela peça coringa no guarda-roupa que combina com tudo e nos faz sentir incríveis do que 10 que não combinam com nada e ficam bem dependendo do nosso humor. Quanto a alimentação acho que podemos ir aos poucos como tirar carne uma vez na semana, ou usar menos sacolas plásticas, optar por marcas que não testam em animais.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  19. Acredito que o mais importante você já fez: Tomar consciência do problema. Não dá para salvarmos o mundo sozinhos, e muito menos ainda de uma vez só! Eu sou minimalista, só uso produtos de beleza cruelty free ou veganos e estou tentando adotar a alimentação vegetariana (também sou dessas que ama carne), e só para chegar ao ponto de não ter produtos testados em animais eu levei UM ANO! Não é algo que vai acontecer do dia pra a noite (até porque não é nada sustentável você jogar todas as suas coisas fora, produzindo MAIS LIXO, para comprar tudo novo e "sendo responsável com a natureza"). Vai no seu ritmo, com calma e de uma forma que você se sinta confortável. Cada passo , por mais que pareça pequeno, conta e muito.
    Beijos! Adorei a sua iniciativa :)

    ResponderExcluir
  20. Gostei da forma que voce escreve, amei seu post e realmente temos que consumir de forma mais consciente. Parabéns

    ResponderExcluir
  21. Poxa moça, sinto muito que esse tipo de coisa te deixa ansiosa, deve ser horrível perder o sono por ser sentir culpada. Não vou falar que te entendo pois meus momentos de ansiedade nunca chegaram a ser prejudiciais para mim mas concordo com a moça ali em cima, o mais importante você já fez, que é ter consciência do problema. E já faz uma diferença enorme você ter isso em mente.
    Mas tente não se cobrar tanto, aos poucos você vai fazendo sua parte para tornar o mundo melhor :)

    ResponderExcluir
  22. Milca é muito importante esses pontos que você colocou , seria muito bom se cada um pudesse fazer sua parte em relação ao meio ambiente , a cada ano a gente perde mais e muita gente não se dá conta disso .... A gente tem que pensar : Como será o futuro da minha geração ?

    ResponderExcluir
  23. Olá. Eu tenho consumo consciente também, mas agora por exemplo na black friday vou fazer umas comprinhas que nem precisava no momento rsrs e também sou muito ansiosa e pessimista. Coisas que vamos levando e tratando.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Me identifiquei muito com você, também sou muito consumista e fico me perguntando se eu realmente preciso de tudo aquilo. Tem coisas que eu não abro mão, mas agora,só compro algo que eu ainda não tenha para não acumular.

    ResponderExcluir
  25. Curti muito seu post e me identifiquei bastante. Também venho tentando ter um estilo de vida mais consciente, e me preocupar mais com o mundo a minha volta. Uma dica que te dou é o blog Trash is for Tossers, de uma novaiorquina que vive uma vida zero lixo: ela procura não dispensar nada de lixo no planeta. Além disso ela é vegana e faz palestras pelo mundo todo. Acho massa! Mas é um desafio e tanto. Boa sorte pra você nessa jornada!

    sorria sempre :)
    www.malusilva.com.br

    ResponderExcluir
  26. Achei super legal esse seu pensamento e sua iniciativa de pesquisar mais sobre os produtos e suas empresas, como são fabricados, em quem são testados... você disse que não consegue ser vegetariana, mas acho que se continuar com essa preocupação com os bichinhos, logo você consegue :) boa sorte!

    ResponderExcluir
  27. Ola, tudo bom?
    Me identifiquei muito com você, ja fui muito consumista é super inconsciente mas com o tempo e a idade eu fui mudando ate ser o que sou hoje... é difícil mudar mas super vale a pena para a a vida

    ResponderExcluir
  28. Incrível seu relato. Não sou muito consumista, mas confesso que não penso tanto assim no ambiente talvez porque eu ache que sou moderada no consumo e desperdício. Procuro produtos menos agressivos e mais focados na saúde. E apesar de comer pouca carne, não consigo ficar sem. O mais importante para mim nesse aspecto é que os animais não tenham sido abatidos com crueldade. Mas, como saber? Enfim, ótima reflexão. bjs

    ResponderExcluir
  29. Oi Milca, tudo bem? Fui vegetariana por 8 anos e estou no caminho do veganismo há quase 1 anos e não me senti ofendida com o seu relato, muito pelo contrário, se todas as pessoas tivessem uma iniciativa igual a sua, nosso mundo estaria bem melhor. O que é válido é tentarmos melhorar sempre. Cada um tem que fazer sua parte de acordo com o que está preparada para fazer. Parabéns pelas mudanças e continue sendo uma pessoa de iniciativa. Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *há quase 1 ano e não 1 anos 😂😂

      Excluir
  30. Geralmente as grandes mudanças não acontecem mesmo da noite para o dia e este amadurecimento ecologico e ambiental tão pouco, mas como vc falou são pequenos gestos que ao longo do tempo vai mudar. Eu também tenho trocado muitos produtos industrializados por produtos naturais e tem sido complexo as vezes, bom você compartilha seu pensamento conosco. Beijos

    ResponderExcluir
  31. Oi, Milca.
    Eu entendo o que você está dizendo porque meu sentimento é igual. Também gostaria de ser vegetariana e não consigo por amar carne. E eu também gostaria de usar produtos cruelty-free mas sinto a mesma dificuldade que vc. Quem sabe um dia, né?
    Mas não se preocupe com isso. Algumas atitudes por menores que sejam (e não tão radicais assim) podem colaborar da mesma forma com o meio ambiente. Jogar lixo no lixo é uma dessas atitudes, parece simples mas já é uma forma de ser mais consciente e de colaborar com a preservação do planeta.

    P.s.: Também estou no "Vai um Café" e, aos poucos estou visitando os blogs amigos. Amei o seu, viu!?

    Beijão!

    https.://feitobailarina.wordpress.com

    ResponderExcluir
  32. Fiquei preocupada com o seu estado de saúde flor, eu confesso que nunca tinha ouvido falar nesse tipo de ansiedade mas, infelizmente o meio ambiente vai continuar sendo agredido. pense que voce tem que fazer aquilo que está ao seu alcance de fazer para não atrapalhar, não jogar o lixo no chão é um exemplo, usar produtos que voce conhece a marca e sabe da indole deles e coisas do tipo, que estão ao seu alcance, mas não leve tão a sério a ponto de ferir sua saúde mental, porque infelizmente, querendo ou não, o ambiente vai continuar cada vez mais sendo maltratado pelo ser humano devido a sua ignorancia. faça sua parte mas desencana, voce evitando produtos assim e fazendo outras coisinhas mais, já estará ajudando bastante.

    ResponderExcluir
  33. Sabe do que lembrei? Respira, Inspira e Não Pira! Mantra que devemos levar para que o mundo não nos sufoque. Eu não sabia Milca que você era ansiosa nesse estágio. Eu também tenho meus piques de ansiedade, e sinceramente, culpo a sociedade e sua forma prolixa de dizer e ditar o que devemos ter, querer e ser. A pessoa que hoje não for ansiosa que jogue a primeira pedra por favor!
    Eu já tentei demais ser vegetariana, justamente por causa disso ai. De saber dos testes em animais e outras coisitas mais, no entanto, não deu fruto. Sou carnívora. Mesmo assim como comida vegana (quando vou nessas feirinhas que tem aqui em brasília eu saio cassando as barraquinhas veganas que tem, me acabo nelas!!). Mas, sabe o que acabei vendo por mim mesma, é que não dá para pirar. Sério mesmo! Se ficarmos nessa neura toda aonde chegaremos? A lugar nenhum. Não conseguiremos nem ajudar o planeta. E sobre não jogar lixo na rua, super concordo. Eu mesma já adotei esse método de não jogar lixo na rua. Eu já fui parada e um cara me disse que eu não era de Brasília, só por procurar uma lixeira para jogar o lixo. O.O
    Brasileiro tem má fama mesmo!

    Até mais Milca! O/
    https://j-informal.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Se você gostou (ou não), deixe um comentário me dizendo o que achou, assim poderemos trocar figurinhas sobre coisas das quais gostamos e vou saber o quê e onde melhorar.
Spam, não, pls!